Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Quarta, 03 Janeiro 2018 17:07

Primeiro feriado após duplicação não registra acidentes na Serra do Cafezal

Em todo o trecho da rodovia, em relação à 2016, houve uma redução de 83% no número de mortes
A pista duplicada foi liberada no último dia 19; os 10 km entregues pela concessionária Autopista marcam a última etapa de abertura de novas pistas na Serra, de um total de 30,5 km A pista duplicada foi liberada no último dia 19; os 10 km entregues pela concessionária Autopista marcam a última etapa de abertura de novas pistas na Serra, de um total de 30,5 km Thiago Neme/Gazeta de São Paulo
Por Nely Rossany
De São Paulo

A duplicação da Serra do Cafezal passou pelo primeiro grande teste. A operação de final de ano na rodovia Régis Bittencourt (BR-116), de 22 de dezembro a 1° de janeiro, foi o primeiro período de aumento na movimentação de veículos após as obras serem liberadas no trecho conhecido por ter muita lentidão.

De acordo com balanço da Autopista Régis Bittencourt, além de não terem sido registrados pontos de congestionamento, também não foram registrados acidentes graves no trecho duplicado. A pista duplicada foi liberada no último dia 19. Os 10 quilômetros entregues pela concessionária Autopista Régis Bittencourt, marcam a última etapa de abertura de novas pistas na Serra, de um total de 30,5 quilômetros que conectam os municípios de Juquitiba, na região metropolitana de São Paulo e Miracatu.

Ao todo foram construídos quatro túneis, três em direção ao sul do País, nos km 357, 360 e 361, todos com três faixas para veículos e um outro túnel no km 348, sentido São Paulo, com quatro faixas rolantes. Além dos túneis, foram construídos 39 viadutos que fazem as ligações com os acessos.

Balanço acidentes.

Na Operação de Fim de Ano, de 22 de dezembro até a meia-noite do dia 1º de janeiro, durante os feriados de Natal e Ano Novo, foram registrados 238 acidentes, com 76 feridos e uma vítima fatal. Em relação à Operação Fim de Ano de 2016, houve uma redução de 83% no número de mortes - naquele ano, foram registradas seis vítimas fatais.

A Concessionária preparou um esquema especial, com o reforço das equipes operacionais para atender ao aumento do tráfego, contabilizando 4.669 atendimentos prestados aos usuários no período. Do total de atendimentos, foram 2.226 ocorrências de panes em geral e remoção de veículos; e 328 atendimentos clínicos, de auxílio médico a vítimas de acidentes. Mais de 20 mil ligações foram recebidas pelo telefone de emergência da Concessionária no período, pelo 0800 70 90 116.

Um esquema especial de tráfego foi colocado em prática no trecho entre Itapecerica da Serra e Embu das Artes, com a liberação do acostamento para auxiliar na fluidez do tráfego. A operação contou com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado