Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
Quarta, 27 Setembro 2017 17:01

Homem mata a facadas ex que fugiu

juquiá. Luciano Borges da Silva invadiu a casa da avó da jovem com quem tinha um filho e a atacou com diversos golpes no pescoço
Casal ficou junto seis anos e tinha filho pequeno; ex-marido matou jovem com facadas no pescoço Casal ficou junto seis anos e tinha filho pequeno; ex-marido matou jovem com facadas no pescoço arquivo pessoal
Da Reportagem

Um homem de 37 anos foi preso na segunda-feira por matar a ex-mulher, uma jovem de 20 anos, que já havia mudado de cidade para fugir das agressões dele. Luciano Borges da Silva foi até Juquiá, no Vale do Ribeira, onde Jennifer Morais Belo estava hospedada na casa da avó. Ele invadiu o local e a atacou com facadas no pescoço na tarde do último domingo, de acordo com informações da Polícia Militar do município.

A vítima ainda tentou se esconder em um dos cômodos da residência, mas o ex-marido a perseguiu. Luciano ainda atacou dois amigos da família que viram a movimentação, no bairro Vila Sanches, e tentaram detê-lo. Um deles foi esfaqueado no braço e o outro na região do olho. Ambos não correm risco de morte. Jennifer chegou a ser atendida em uma ambulância, mas não resistiu ao ataque.

O casal, que morava em Guarulhos, na Grande São Paulo, se relacionou durante cerca de seis anos e tinha um filho de quatro anos. Jennifer chegou a registrar quatro boletins de ocorrência contra ele por agressões e foi morar com a mãe, havia alguns meses, na mesma cidade. Ainda ameaçada pelo ex-marido, decidiu se mudar para a casa de outros familiares em Praia Grande, no litoral, em junho.

O assassino não sabia onde Jennifer estava morando, mas descobriu que ela passava o final de semana em Juquiá por meio de um post em uma rede social, segundo o relato da polícia sobre o caso. Depois do crime, o homem fugiu para uma mata e ficou foragido até a noite de segunda, quando foi preso tentando embarcar em um ônibus de volta para Guarulhos.

Tatiane Moraes Silva, mãe de Jennifer, presenciou o crime. “Nós achamos pegadas no chão. Aí eu falei para o meu pai que alguém tinha entrado. Ele foi ver e o encontrou lá atrás. Só que meu pai não viu que era ele, e gritou falando que era um ladrão. A minha filha estava na porta. Ele deu uma ‘gravata’ nela e começou esfaqueá-la”, conta.

“Ele era muito passivo, era muito sossegado, ninguém acreditava que ele fosse capaz de fazer isso”, disse Fabiano de Moraes, tio de Jennifer. Antes de fugir, Luciano deixou uma camiseta cheia de sangue.

A mãe da jovem, agora, espera por justiça. “Ela não queria mais ele. E ele acabou com a vida da nossa família. Meu neto está desesperado. Eu quero justiça. É tudo o que eu mais quero”, finaliza.

A Polícia Civil já havia pedido prisão preventiva contra Silva. Ele deve ser indiciado por feminicídio, que tem pena prevista de 12 a 30 anos conforme o Código Penal, além de duas tentativas de homicídio.

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação
Comercial

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Diretor de Projetos Especiais
Marcelo Barros