Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Segunda, 30 Abril 2018 16:52

Farsa e tragédia que se repetem

Preso em abril de 1980 o então presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo e região, líder da greve dos trabalhadores por aumento de salários, garantia e ampliação dos seus direitos e liberdade de organização. Movimento que se alastrou por todo país com a paralisação de diversas categorias vai além das reivindicações trabalhistas e põe em xeque a ditadura militar, que chegaria ao fim cinco anos depois.

Quase quatro décadas após a história se repete, também em abril, não só como farsa, mas como vergonhosa tragédia. Aquele líder sindical, agora ex-presidente da República, reconhecido em todo o mundo pelo êxito de seu governo, aprovado por mais de 80% da população, é preso de novo. Agora, não por causa de greve e sim por conta de infundadas acusações sem provas e sem sustentação jurídica.  

Além de ser o mesmo personagem (Luis Inacio LULA da Silva), esta prisão de 2018. Acontece no momento em que vem à tona a completa falência da Reforma Trabalhista do ilegítimo governo Temer. Desde novembro passado, quando entrou em vigor, o índice de desemprego só faz crescer. Atualmente, quase 14 milhões de trabalhadores estão sem emprego. No final de 2017 eram pouco mais de 11 milhões.

Análise do Centro de Estudos Sindicais e de Economia da UNICAMP revela que a base desta reforma são as exigências de entidades patronais como as Confederações da Indústria e da Agricultura. Com a reforma o governo prometia gerar seis milhões de novos empregos. A realidade, hoje, é o frequente corte de vagas, além de direitos eliminados com a eliminação e revisão, para pior, de mais de 100 itens da CLT, como férias, trabalho insalubre, jornada de trabalho e contratações em regime precário, entre outros.

Incansáveis na luta, as manifestações dos trabalhadores neste 1 de maio aconteceram em torno de duas reivindicações específicas: Lula livre e revogação da reforma trabalhista. Inclusive com a inédita união de todas as centrais sindicais no ato realizado em Curitiba, em apoio e solidariedade a LULA, e nos estados com a mesma pauta.

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado