Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
Segunda, 13 Novembro 2017 16:48

Correntina: alerta para o curso d’agua

Nesse momento de crise hídrica em todo Brasil, o episódio das manifestações em Correntina, na Bahia, nos mostra como essa questão é sensível. Há pouco mais de um mês, centenas de ribeirinhos (população tradicional que vive à margem do rio) foram protestar na fazenda Igarashi, que estaria secando o Rio em prol da irrigação de suas lavouras, ou seja, desviando água para suas plantações. E aos milhares, em passeata, no início de novembro moradores da cidade reivindicaram seu direito de acesso à água.

“Nós só queremos nosso rio preservado” gritavam os manifestantes. A população que depende desta água como fonte para sua sobrevivência vê o rio secar a cada vez que as bombas da fazenda são ligadas para irrigação. Mais do que isso porém, a crise hídrica é causada por todo um sistema que não respeita os recursos naturais.

Não podemos criminalizar a população que, de forma espontânea, luta pelos seus direitos. Ter água assegurada é um direito fundamental. A população de Correntina (cerca de 30 mil habitantes) consome apenas cerca de 3% da água captada pela fazenda Igarashi. Não é razoável priorizar o agronegócio e deixar a cidade toda desprovida do acesso a água. A fazenda tem o direito de produzir, assim como a população tem o direito de ter o rio assegurado e preservado para sua sobrevivência.

Sabemos, no entanto, que o problema de abastecimento de água no Brasil só será resolvido quando mudarmos o paradigma do sistema de produção agrícola neste país. O agronegócio de monocultura e o desmatamento para a pecuária extensiva está secando os rios brasileiros. Precisamos investir mais na agricultura familiar e em técnicas agroecológicas e deixar de dar subsídios bilionários para o agronegócio de exportação, como o governo faz com esta MP 793, que favorece os ruralistas.

Só quando tivermos uma produção agrícola mais justa e igualitária, que incentive o pequeno produtor e as técnicas agroecológicas, poderemos salvar nossos rios.

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação
Comercial

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Diretor de Projetos Especiais
Marcelo Barros