Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
Segunda, 13 Novembro 2017 16:48

Correntina: alerta para o curso d’agua

Nesse momento de crise hídrica em todo Brasil, o episódio das manifestações em Correntina, na Bahia, nos mostra como essa questão é sensível. Há pouco mais de um mês, centenas de ribeirinhos (população tradicional que vive à margem do rio) foram protestar na fazenda Igarashi, que estaria secando o Rio em prol da irrigação de suas lavouras, ou seja, desviando água para suas plantações. E aos milhares, em passeata, no início de novembro moradores da cidade reivindicaram seu direito de acesso à água.

“Nós só queremos nosso rio preservado” gritavam os manifestantes. A população que depende desta água como fonte para sua sobrevivência vê o rio secar a cada vez que as bombas da fazenda são ligadas para irrigação. Mais do que isso porém, a crise hídrica é causada por todo um sistema que não respeita os recursos naturais.

Não podemos criminalizar a população que, de forma espontânea, luta pelos seus direitos. Ter água assegurada é um direito fundamental. A população de Correntina (cerca de 30 mil habitantes) consome apenas cerca de 3% da água captada pela fazenda Igarashi. Não é razoável priorizar o agronegócio e deixar a cidade toda desprovida do acesso a água. A fazenda tem o direito de produzir, assim como a população tem o direito de ter o rio assegurado e preservado para sua sobrevivência.

Sabemos, no entanto, que o problema de abastecimento de água no Brasil só será resolvido quando mudarmos o paradigma do sistema de produção agrícola neste país. O agronegócio de monocultura e o desmatamento para a pecuária extensiva está secando os rios brasileiros. Precisamos investir mais na agricultura familiar e em técnicas agroecológicas e deixar de dar subsídios bilionários para o agronegócio de exportação, como o governo faz com esta MP 793, que favorece os ruralistas.

Só quando tivermos uma produção agrícola mais justa e igualitária, que incentive o pequeno produtor e as técnicas agroecológicas, poderemos salvar nossos rios.

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany