Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Terça, 03 Julho 2018 17:22

Prepare o bolso: inverno seca pastos e boi fica mais caro no campo

A queda no poder aquisitivo da classe trabalhadora, que se arrasta há dois anos e meio, vem provocando um descompasso no mercado da carne bovina. Sem chuva constante há mais de 40 dias, importantes praças produtoras de boi gordo fecharam a última semana de junho sinalizando que a entressafra chegou. A comprovação fica por conta da alta nos valores da arroba em São Paulo, Mato Grosso e Rondônia. No mercado atacadista, porém, o preço da carne bovina patina, travado pelo consumo errante, que melhora no começo do mês com o pagamento dos salários, mas despenca na segunda quinzena.

Essa realidade faz com que os frigoríficos encurtem as escalas de abate e muda o planejamento dos pecuaristas, porteira adentro. Nas fazendas, poucos assumem riscos e a prioridade é repor os rebanhos só com bezerros. Atualmente, as fêmeas jovens, que demoram mais tempo para ganhar peso, quase não têm serventia para os pecuaristas especializados na engorda.

Em busca de liquidez, os grandes produtores também estão desanimados com o confinamento devido ao alto valor do milho, alimento básico para os animais que não são criados a pasto. E os preços do cereal sobem também devido à entressafra, à exportação e ao aumento da utilização do milho para produção do etanol que movimenta os carros.

Assim, até que as chuvas voltem ao Cerrado, especialmente ao Brasil Central e ao Centro-Oeste, o rumo da pecuária brasileira e o cardápio na mesa dos brasileiros seguem incertos como o futuro do País.

Frango e suíno disparam.
Em junho, os preços da carne de frango resfriada (até o dia 28) subiram 27,9% frente a maio, segundo o Cepea/USP. Esse aumento é maior do que o observado para as principais carnes concorrentes, bovina e suína, que se valorizaram 4,5% (Grande SP) e 20,8% (Grande SP), respectivamente.

A fome.
Uma lagarta devastadora se espalhou por 22 milhões de kms quadrados de terras férteis na África. A infestação tem potencial de levar a fome a 300 milhões de pessoas, em um continente com 800 milhões de habitantes. O alerta é da ONU, que reforçou o apelo por ajuda internacional.

Em grandes plantações.
Pelos cálculos da ONU, seriam necessários US$ 23 milhões para evitar uma catástrofe humanitária. A ideia é levar apoio a 500 mil agricultores africanos. Apenas dez dos 54 países da África ainda não foram infestados pela lagarta.

Band aid.
Um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Sorocaba e da Unicamp comprovou que uma proteína extraída do abacaxi tem alto poder cicatrizante. A bromelina mostrou grande capacidade anti-inflamatória e nove vezes mais atividade antimicrobiana que os curativos tradicionais.

Natural e brasileiro!
Na forma de emplastro ou gel, a bromelina cicatrizou rapidamente ferimentos, queimaduras e até de feridas ulcerativas. O resultado da pesquisa foi publicado agora na revista Scientific Reports, do grupo Nature.

Bar, cerveja.
Durante a Copa, três bares de SP, um de Barretos, um do Rio de Janeiro e outro de Porto Alegre resolveram aderir à campanha que pretende reflorestar uma área equivalente a dez campos de futebol de Mata Atlântica.

Lata de alumínio.
Até 23h59min do próximo dia 15, final da Copa, quem comprar duas latas de bebidas nesses bares, ou em qualquer supermercados do País, e fizer o cadastro do comprovante fiscal em vadelatapelomundo.com.br terá uma muda de árvore plantada em seu nome, além de concorrer a 20 cervejeiras.

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado