Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Terça, 26 Junho 2018 17:30

Novo selo vai identificar alimentos produzidos de maneira artesanal

Uma lei que estava em vigor desde os tempos em que o uruguaio Alcides Edgardo Ghiggia Pereyra calou o Maracanã na final da Copa de 1950, acaba de perder efeito. Publicada no Diário Oficial da União do último dia 15, uma nova regra abre as “fronteiras” internas do País para a livre comercialização de alimentos de origem animal produzidos de maneira artesanal. Antes, era vedada, por exemplo, a venda do legítimo queijo minas frescal ou meia-cura além das divisas de Minas Gerais. 

Feitos com leite cru, isto é, sem a pasteurização sob temperatura capaz de eliminar bactérias, os queijos mineiros eram proibidos de circular livremente pelo País devido ao potencial risco de contaminação do produto. Na prática, a nova lei desburocratiza a inspeção sanitária dos produtos artesanais, padroniza exigências e traz transparência à fiscalização. 

A nova lei também cria o selo “Arte”, que passa a identificar os alimentos de origem animal manipulados de maneira artesanal por pequenos produtores. O selo será concedido por órgãos de saúde pública estaduais. 

Mas a relação de alimentos artesanais de origem animal que passa a ter livre comercialização entre os estados do País não está restrita aos queijos. Ela inclui, por exemplo, pescados e ovas defumados, como os produzidos em Cananeia, de onde sai o legítimo caviar caiçara, além de leite cru, ovos de galinha caipira, mel e cera de abelhas. A medida conta com o aval do Sebrae. 

As pequenas agroindústrias têm incrementado a renda de famílias rurais devido à crescente demanda por produtos alimentícios diferenciados e com tradição histórica. A causa também é defendida pelo Movimento EuApoioProdutoArtesanal, que visa a redução da burocracia e entraves à comercialização enfrentados pelas pequenas agroindústrias. 

Em paralelo, o EuApoioProdutoArtesanal busca o fomento de programas de capacitação para os pequenos negócios rurais como forma de prevenir riscos à saúde e promover segurança sanitária.

A qualidade dos alimentos oferecidos pelos pequenos é o principal fator na decisão de compra do brasileiro, conforme apurou a pesquisa “Imagem dos Pequenos Negócios Rurais”, realizada pelo Sebrae. O levantamento apontou que a confiança na qualidade desses produtos chega a 8, enquanto o mesmo índice fica em 5,9 nos alimentos vindos de grandes negócios rurais.

Governo sugere que.
Diante da crise no setor pesqueiro e do risco de demissões após a União Europeia vetar a entrada de pescado brasileiro no Velho Continente, o governo estuda a possibilidade de o Inmetro passar a vistoriar os barcos.

Inmetro vistorie barcos de pesca.
Em tempo: os europeus apontaram condições sanitárias inadequadas nos barcos pesqueiros e nas instalações em terra como motivo para barrar a importação do pescado brasileiro. Só em Santa Catarina, grande produtora de frutos do mar, há dez mil profissionais atuando na exportação. 

A ótima uva caipira.
Daqui até novembro, a uva niágara consumida no Estado virá de Jales, importante produtora da fruta, que inverteu o ciclo de produção de seus parreirais. Com isso, os produtores do Oeste Paulista evitam a concorrência com outras importantes produtoras de uva, como Jundiaí, Valinhos e Vinhedo, que colhem a niágara no verão. 

A agricultura ancestral!
E a safra promete ser melhor que a de 2017 devido às baixas temperaturas em Jales durante o período de desenvolvimento dos frutos. Isso permitiu que o controle de fungos fosse realizado apenas com a aplicação de calda bordalesa, método ancestral e menos tóxico de combate às pragas. Detalhe: na porteira da fazenda, a safra começou com preços quase 10% mais baixos que em 2017...

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado