Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Terça, 03 Abril 2018 17:00

Prévia de vacina contra o câncer é testada com sucesso em Campinas

Testes realizados com camundongos no Laboratório Nacional de Biociências (LNBio) comprovaram a eficácia de uma nova técnica desenvolvida por cientistas de Campinas que impediu totalmente o crescimento de tumores. E a resposta antitumoral induzida pelo tratamento se mostrou duradoura, o que parece promissor na prevenção de reincidências. 

O objetivo da pesquisa é desenvolver uma vacina capaz de estimular o sistema imunológico (linfócitos T) a enxergar as células cancerosas como inimigos a serem combatidos através combinação de diferentes linhagens de células tumorais geneticamente modificadas. O trabalho científico conta com o apoio financeiro da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado (Fapesp).

Assim, células tumorais autólogas (do próprio indivíduo a ser tratado) geneticamente modificadas e submetidas à radiação para evitar que se proliferem descontroladamente no organismo são ministradas ao paciente ‘despertando’ o sistema imunológico. 

De acordo com o coordenador da pesquisa, Marcio Chaim Bajgelman, portadores de câncer apresentam altas concentrações de um tipo de linfócito conhecido como célula T regulatória, cujo papel é inibir a proliferação de outros tipos de linfócitos que poderiam atacar as células tumorais.

Em uma situação fisiológica, as células Treg têm a importante missão de trazer equilíbrio ao sistema imune, para que tecidos do organismo não sejam atacados desnecessariamente. Mas, em portadores de câncer, disse Bajgelman, elas podem ajudar a proteger o tumor.

O desenvolvimento de uma vacina contra o câncer é um objetivo buscado por diversos grupos no mundo desde os experimentos do norte-americano William B. Coley (1862-1936), que usava vacinas antitumorais derivadas de microrganismos no início do século 20. Os resultados dos testes feitos em Capinas com camundongos foram divulgados agora, em artigo publicado na revista Frontiers of Immunology.

Menos doenças coronárias.
A Câmara Setorial da Noz-Pecã resolveu criar uma campanha de marketing para tornar o fruto mais conhecido entre os brasileiros. O objetivo é dar publicidade às qualidades terapêuticas e nutricionais da noz-pecã. Os produtores já tem pronto um estudo com 24 artigos a comprovar os benefícios do fruto à saúde humana.

E menos câncer.
O 1º Simpósio Sul-americano de Noz-pecã  acontece neste mês, entre os dias 25 e 26, na cidade de Anta Gorda, no Rio Grande do Sul. O evento terá palestrantes brasileiros, uruguaios e argentinos e abrirá, oficialmente, a colheita da noz-pecã no Brasil.

Através da comida!
As primeiras mudas da nogueira pecã chegaram ao Brasil na década de 1970, vindas dos Estados Unidos e podem dar frutos por até 200 anos. Entre outros benefícios, a pecã é rica em fibras e aumenta a saúde do coração, reduzindo o risco de doenças coronárias, além de prevenir algumas formas de câncer. 

O Instituto, a pesquisa.
O Instituto de Pesca inaugurou em março o Laboratório de Piscicultura Marinha de Ubatuba. O objetivo é desenvolver a piscicultura marinha na costa brasileira. As instalações contam com quatro baterias de tanques.

E os peixes brasileiros.
A nova estrutura possibilitará a ampliação de pesquisas sobre reprodução, larvicultura e engorda de peixes marinhos nativos do litoral brasileiro, que são o foco dos estudos conduzidos pelo IP em Ubatuba.

Pronto, começou.
Está liberada a coleta e comercialização do pinhão, fruto que é um dos símbolos das Festas Juninas nas regiões Sul e Sudeste do País.

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany