Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
Terça, 16 Janeiro 2018 16:40

Quer economizar? Cinco peixes estão no auge da safra e com preços baixos

Cinco espécies de peixe estão no auge da safra agora em janeiro, ou seja, na melhor época para o consumo devido à abundância de cardumes em cada puxada de rede. E isso significa preços mais baixos nas peixarias.

Esse é o caso do bonito. De porte médio, essa espécie mal ultrapassa os 50 centímetros de comprimento. O peso varia até 4,5 quilos. Apesar da carne de excelente qualidade, o bonito não tem a grife de uma pescada amarela, por exemplo, o que garante a ele apenas a condição de coadjuvante na peixaria, com vendas normalmente muito abaixo de espécies mais famosas.

A cambeva é outro peixe que poderá ser encontrado por preços mais baixos nesta época do ano. Essa espécie era encontrada apenas no Rio Juquiá, no Vale do Ribeira, e chegou a figurar na lista das ameaçadas de extinção devido à sobrepesca e à construção de hidrelétricas no Juquiá, o que teria dificultado a piracema, que é a subida do rio para procriação. Com o tempo, a cambeva passou a ser capturada também no Litoral Sul de SP.

O carapau é um peixe pequeno. Tem corpo alongado e comprimido e cabeça arredondada na parte superior. Segundo especialistas da Ceagesp, sua carne é saborosa desde que o peixe seja sangrado logo após a captura.

Outra espécie que se encontra no auge das capturas é a palombeta. Comum no Sudeste do Brasil, principalmente em baías e estuários, a palombeta chega a medir até 30 centímetros. Janeiro também é mês de papa-terra. O peixe com corpo alongado e comprimido tem a boca voltada para baixo, daí o nome que recebeu.

Verão deve ter.
Três frutas tradicionais na mesa dos brasileiros não terão um 2018 promissor. A maçã, que começa a ser colhida este mês na Serra Catarinense e em Vacaria, no Rio Grande do Sul, terá safra até 30% inferior à de 2017.

Menos frutas.
Segundo o hortifruti.org.br, foram menos horas de frio do que o necessário no inverno passado, o que prejudicou o crescimento do pedúnculo que liga a fruta à planta. E isso reduziu o calibre especialmente da variedade fuji.

Que em 2017...
Com margens de lucro abaixo do esperado nos últimos anos, produtores de mamão estão reduzindo a área plantada. Em 2017, a área já diminuiu 9,7%. Segundo o Cepea/USP, em 2018 essa tendência deve se intensificar nos principais produtores, Rio Grande do Norte, Espírito Santo e Bahia.

Na mesa dos brasileiros.
Após safra recorde em 2017, produtores de uva da Serra Gaúcha esperam voltar à normalidade em 2018, com colheita dentro da média histórica, ou seja, 20% abaixo do ano passado. A vantagem é que o índice de açúcar das frutas está alto, o que deve proporcionar uvas mais doces. A vindima 2018 deverá ter 600 mil toneladas da fruta destinadas à produção de bebidas. Os dados são do Instituto Brasileiro do Vinho.

Bomba de café com.
Um barista de Curitiba desenvolveu um blend com cafés das variedades arábica e conilon que tem quatro vezes mais cafeína que as bebidas energéticas e quase cinco vezes mais que os chás prontos.

220% mais cafeína.
A concentração do café super estimulante, batizado de ‘Get Up Coffee’, chega a 112 miligramas de cafeína para cada xícara de 60 mililitros, contra 35 mg para cada 60 ml dos cafés comuns.

Arqueologia para crianças.
Nas férias, o Museu de Arqueologia e Etnologia da USP promove nas próximas duas semanas atividades lúdicas e descontraídas para o público infanto-juvenil nas áreas da arqueologia, etnologia e museologia, com a simulação de uma escavação arqueológica. Informações: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e (11) 3091-4905.

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany