Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Terça, 12 Setembro 2017 16:11

Fazendas urbanas podem produzir até o triplo de hortaliças da agricultura

Estudos da estatal Embrapa apontam que a produtividade das chamadas fazendas urbanas ou fazendas verticais pode ser até três vezes maior que a da agricultura convencional, na zona rural. O motivo é a maior capacidade para gerenciar insumos básicos, como a água e os fertilizantes, e administrar a exposição às intempéries, como chuvas ou sol em excesso.

Outro fator importante nessa equação é o fato de se reduzir as perdas no pós-colheita com o transporte de alimentos por grandes distâncias. As fazendas urbanas funcionam em estufas, sob lonas plásticas em áreas planas e menos nobres das grandes cidades. Já as fazendas verticais aproveitam espaços ociosos em muros e paredes de edifícios, reduzindo, assim, o custo de transporte e o preço de verduras e legumes.

No mundo, já existem empresas que investem em fazendas verticais ou “plant factories”. A start up Plenty, no Vale do Silício, e a AeroFarms, também nos Estados Unidos, são importantes projetos do gênero. Holanda e países asiáticos como Coreia do Sul e Singapura avançam nas pesquisas.
No Brasil, o interesse por plantações alternativas ainda é pequeno, e as áreas de cultivo protegido têm se concentrado em grandes centros urbanos ao redor de Brasília, São Paulo e Manaus.

Também é crescente o interesse por empreendimentos conhecidos como fazendas de teto, cada vez mais comuns em Nova York, que utilizam as coberturas de grandes edifícios para a produção de alimentos. Em Belo Horizonte já há um projeto do gênero em um dos shoppings da cidade.

Preço do leite...
O preço do leite longa vida está em queda livre no atacado de SP, refletindo a fraca demanda no varejo. Segundo o Cepea/USP, só na última semana de agosto, o valor do longa vida recuou 1,3%, com média de
R$ 2,15 por litro.

...despenca em plena...
E essa desvalorização se reflete no campo. Na porteira da fazenda, o valor pago aos produtores caiu pelo terceiro mês seguido. Esse fenômeno acontece em plena entressafra, quando os preços deveriam subir por conta do declínio na produção com a falta de chuvas, que seca pastos e reduz a quantidade de alimento disponível para as vacas.

...época das vacas magras
Segundo a Scot, consultoria especializada na pecuária, o preço pago pelos laticínios aos produtores ficou 8,6% mais baixo que em agosto de 2016.

Governo vai afrouxar...
A fiscalização das importações de agrotóxicos será simplificada pelo Governo Federal. O acordo foi firmado no final de agosto pelo Ministério da Agricultura e representantes de sete empresas. O novo modelo cria a figura do Operador Econômico Autorizado (OEA).

...fiscalização dos agrotóxicos
O OEA é uma certificação concedida a importadores, exportadores e companhias marítimas. Na prática, o OEA classifica a empresa como “segura e confiável”, status que garante que as mercadorias são idôneas e não estão violadas ou danificadas. As empresas certificadas terão maior celeridade no trânsito de mercadorias, diminuição de custos portuários e maior velocidade no desembaraço aduaneiro.

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany