Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Sexta, 11 Maio 2018 19:48

Estudo associa mudanças climáticas à peste que matou 50 milhões na Idade Média

De acordo com o estudo, uma série de erupções vulcânicas contribuiu para reduzir incidência da luz solar, produzindo um período frio e sombrio, tornando a sobrevivência difícil no Império Bizantino
Por Estadão Conteúdo

Uma nova pesquisa realizada por cientistas da Finlândia mostra que erupções vulcânicas violentas mudaram o clima da Terra no século 6 d.C. e possivelmente agravaram as consequências da chamada Praga de Justiniano, que devastou o Império Bizantino no início da Idade Média.

De acordo com o estudo, publicado na revista Popular Archaeology, uma série de erupções vulcânicas contribuiu para reduzir incidência da luz solar, produzindo um período frio e sombrio, tornando a sobrevivência difícil no Império Bizantino, especialmente no ano 536 e entre 541 e 544 d.C.

“Nossa pesquisa mostra que a anomalia climática, que cobriu todo Hemisfério Norte, foi o resultado final de diversas erupções vulcânicas”, disse um dos autores do estudo, Markku Oinonen, diretor Laboratório de Cronologia do Museu Finlandês de História Natural.

A descoberta reforça a tese defendida por outro dos autores do artigo, Kyle Harper, em seu livro O Destino de Roma. De acordo com ele, um extenso período com pouca luz solar torna a sobrevivência humana mais difícil, já que afeta a produtividade das plantações e da pecuária. Além disso, com a redução da exposição à radiação solar, as pessoas têm dificuldade para produzir vitamina D e ficam mais suscetíveis a doenças.

Segundo os cientistas, no século 6, o Sol ficou encoberto por longos períodos de tempo pelos aerossóis - minúsculas partículas sólidas que ficam em suspensão na atmosfera - que foram liberados nas erupções vulcânicas. Segundo os cientistas, as populações ficaram enfraquecidas, com o sistema imunológico comprometido pela combinação da falta de vitamina D e pela fome causada pelas precárias condições para produção de alimentos.

Para realizar o estudo, os cientistas utilizaram a dendrocronologia, que é a datação feita a partir da contagem dos anéis de troncos de árvores. Eles estudaram anéis de crescimento de depósitos de árvores que cobrem um período de 7,6 mil anos. Boa parte das árvores estudadas está no fundo de pequenos lagos. As amostras têm sido registradas pelos cientistas finlandeses desde a década de 1990.

“Os pesquisadores fizeram um calendário que reúne os dados anuais de crescimento de anéis de pinheiros que abrange mais de 7,6 mil anos. Vários eventos históricos podem ser contrastados com o calendário. O calendário de anéis de crescimento é um importante indicador de mudanças climáticas globais”, disse outro dos autores do artigo, Samuli Helama, também do Museu Finlandês de História Natural.

As amostras do novo estudo foram datadas com a ajuda do calendário de anéis de crescimento e lascas de amostras foram extraídas para cada ano do calendário. A partir desse material, os cientistas realizaram uma análise da variação dos isótopos de carbono nos anéis das árvores.

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado