Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
Quarta, 13 Setembro 2017 11:27

Metalúrgicos se mobilizam contra reforma trabalhista

‘Brasil Metalúrgico’ é o nome da campanha nacional lançada pela categoria para esclarecimentos sobre a reforma trabalhista
O plano de saúde dos aposentados é outro grande problema enfrentado pelo sindicato, o que virou briga jurídica. Segundo Gato, há um reajuste abusivo desde 2011 O plano de saúde dos aposentados é outro grande problema enfrentado pelo sindicato, o que virou briga jurídica. Segundo Gato, há um reajuste abusivo desde 2011 Rodrigo Montaldi/DL
Por Francisco Aloise

De Santos

Uma campanha nacional metalúrgica em todo País, denominada “Brasil Metalúrgico” está mobilizando a categoria para esclarecimentos sobre a reforma trabalhista e as novas leis do setor. Uma mobilização nacional está prevista para esta quinta-feira.

A informação é de Claudinei Gato, presidente do Sindicato dos Siderúrgicos e Metalúrgicos de Santos e Região. “Nossa intenção é melhorar nossas convenções coletivas, além de termos que discutir muitas outras coisas que estão na nova lei”, diz o sindicalista.

E prossegue: “Como a nova lei prevê que o negociado vai valer sobre o legislado, temos que orientar e esclarecer a categoria sobre a importância em se fazer uma boa convenção ou acordo coletivo. A nossa, de Santos, por exemplo, existe há vinte anos”.

Mercado de trabalho

O presidente do metalúrgicos diz que a categoria perdeu mais de 5 mil postos de trabalho nos últimos dois anos. “Nossa base hoje tem 12 mil trabalhadores, houve redução devido à crise da Usiminas, pois muitas empresas médias e pequenas acabaram fechando, mediante efeito dominó”.

Outra briga jurídica do sindicato e Usiminas envolve o plano de saúde dos aposentados, que vem desde 2011. “ Naquele ano a empresa reajustou abusivamente o plano de saúde dos aposentados (Cosaúde) em 58,9%, obrigando a categoria a migrar para o plano da ativa (Usasaúde)”.

O sindicalista conclui: “O sindicato recorreu à justiça.  Em setembro de 2016 houve decisão judicial sobre essa abusividade de reajuste e a empresa terá que devolver mais de R$ 11 milhões aos aposentados, segundo cálculo da própria Usiminas, mas a empresa recorreu aos tribunais superiores em Brasília e estamos aguardando a nova decisão dos ministros”.

 

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação
Comercial

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Diretor de Projetos Especiais
Marcelo Barros