Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Segunda, 11 Junho 2018 12:14

João Doria volta a afirmar em sabatina que não é político

Sabatinado por jornalistas da Folha de S.Paulo, UOL e SBT, o tucano afirmou que ainda se considera um gestor: "Não sou político, eu estou na política"
Doria afirmou desejar Paulo Skaf em sua chapa, abrindo mão de concorrer ao governo para disputar uma vaga ao Senado Doria afirmou desejar Paulo Skaf em sua chapa, abrindo mão de concorrer ao governo para disputar uma vaga ao Senado Rovena Rosa/Agência Brasil
Por Folhapress
De São Paulo

Pré-candidato ao governo de São Paulo pelo PSDB, o ex-prefeito paulistano João Doria diz que sua experiência eleitoral não o tornou um político profissional. Sabatinado por jornalistas da Folha de S.Paulo, UOL e SBT, o tucano afirmou que ainda se considera um gestor: "Não sou político, eu estou na política".

No terreno da política, Doria disse que desejaria uma coalizão suprapartidária para a Presidência que unisse os candidatos de centro em torno de Geraldo Alckmin (PSDB), ex-governador de São Paulo, a nomes como Flávio Rocha, presidenciável do PRB. 

O partido de Rocha formalizou apoio à candidatura de Doria no estado - com isso, o empresário e ex-prefeito teria dois palanques em São Paulo.

"Eleitoralmente, Alckmin tem mais potencial e agregaria, com apoio do Rocha e PRB", afirmou. "As forças de centro têm que se desprover de seus interesses pessoais e partidários pelo Brasil."

Em sua própria campanha, Doria disse desejar Paulo Skaf (MDB), também pré-candidato ao Bandeirantes, em sua chapa, abrindo mão de concorrer ao governo para disputar uma vaga ao Senado. 

Segundo pesquisa Datafolha divulgada em abril, Doria tem 29% de intenções de voto para o governo de São Paulo. Skaf tem 20%.

De sua parte, Doria diz que não desistirá de concorrer ao Bandeirantes para entrar na corrida presidencial. O candidato de seu partido, Alckmin, tem 7% das intenções de voto no Datafolha divulgado no domingo (10), pior índice de tucanos na história.

"Há tempo ainda para mudar esse sentimento. O governador já participou de outras campanhas, venceu e superou", disse Doria sobre o desempenho de Alckmin nas pesquisas. "Não há plano B. Há plano A, de Alckmin."

Como a Folha de S.Paulo noticiou no domingo (10), Alckmin ainda não percorre cidades do interior com Doria com receio de melindrar seu sucessor no Bandeirantes, o governador Márcio França (PSB). 

O presidenciável tucano planeja uma agenda de inauguração de obras com o pessebista. O palanque duplo, disse Doria. não o incomoda: "Disse quando fui indicado [à candidatura] que compreendia a decisão do Alckmin. Não me cria constrangimento".

Ao menos uma coisa, porém, o ex-prefeito faria diferente de Alckmin se ocupasse o seu lugar na presidência do PSDB: expulsar do partido o ex-governador de Minas, Eduardo Azeredo, preso em maio em decorrência do mensalão mineiro. 

"Tendo em vista a condenação que a Justiça fez, eu se fosse o Azeredo pediria para sair. E, não havendo pedido [para sair], o expulsaria", disse.

Sobre o senador Aécio Neves (PSDB), réu no Supremo Tribunal Federal desde abril, afirmou que é preciso aguardar os desdobramentos do inquérito e uma eventual condenação.

Doria ainda disse considerar a si mesmo diferente de outros tucanos por preferir se posicionar sobre os assuntos. Era questionado sobre a emenda constitucional, aprovada na semana passada, que eleva o teto do funcionalismo no estado -Doria afirmou que precisava avaliar a medida antes de comentá-la.

"É uma nova etapa da tucanagem, que não fica em cima do muro", comentou.

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado