Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
Quinta, 08 Fevereiro 2018 16:24

Postos são fechados por fraude na venda de combustíveis

Foram fechados postos de combustíveis na Capital e no interior do Estado; um deles estava com as bombas adulteradas em até 11%
A fraude volumétrica é verificada com a fiscalização do Instituto Estadual de Pesos e Medidas (Ipem), que identifica irregularidades nas bombas A fraude volumétrica é verificada com a fiscalização do Instituto Estadual de Pesos e Medidas (Ipem), que identifica irregularidades nas bombas Gilberto Marques/Governo do Estado de São Paulo
Da Reportagem
De São Paulo

A Secretaria Estadual da Fazenda realizou uma operação nesta quinta-feira, 8, para fiscalizar e fechar postos de combustíveis com irregularidades. O governador Geraldo Alckmin (PSDB) acompanhou o fechamento de um posto revendedor que praticava fraude metrológica na venda de combustíveis, na região central da cidade de São Paulo. A operação também fechou postos no interior do Estado.

Na mesma operação, outros dois estabelecimentos também tiveram as inscrições cassadas, um na rua do Manifesto, 1372, no bairro do Ipiranga e na Avenida Ragueb Chohfi, 7850, no Jardim Marilu, na zona leste. O posto no Ipiranga estava com as bombas de abastecimento com o volume de combustível adulterado em até 11%.

Já no interior foram fechados o Auto Posto The One Service Ltda., localizado na Vila Industrial de Jabuticabal, na avenida Eduardo Zambianchi, 140, e o Solaris Serviços Automotivos Ltda., que fica na avenida Siqueira Campos, 1080, no centro de Jacareí.

“O Governo do Estado de São Paulo autua agora e interdita um posto de gasolina aqui no Ipiranga, na capital, em razão da comercialização de combustível na chamada operação que frauda o consumidor, a sonegação fiscal e também a concorrência leal com a chamada bomba baixa. Hoje é possível a suspensão da inscrição estadual do posto, do grupo empresarial que frauda o consumidor. É o que se passa pela manhã, aqui no Ipiranga, na capital”, explicou o secretário de Justiça e Defesa da Cidadania, Márcio Elias Rosa.

A fraude volumétrica é verificada com a fiscalização do Instituto Estadual de Pesos e Medidas (Ipem), que identifica irregularidades nas bombas de abastecimento. Diante da fraude detectada, a Secretaria da Fazenda cassa a inscrição estadual para que o contribuinte não possa exercer o comércio de combustíveis.

A substituição de componentes da placa eletrônica das bombas tem sido identificada nessas operações. O marcador da bomba adultera a quantidade de combustível, demonstrando um número acima do que foi injetado no tanque do veículo, causando prejuízo ao consumidor.

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany