Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Segunda, 08 Janeiro 2018 17:07

Vacina contra febre amarela será dada em todo o Estado

A imunização, que começa em fevereiro, foi anunciada após três mortes pela doença terem sido registradas na região metropolitana
Vacinas serão divididas para ampliar a imunização: serão dadas doses concentradas nas áreas de risco e doses fracionadas em outras regiões Vacinas serão divididas para ampliar a imunização: serão dadas doses concentradas nas áreas de risco e doses fracionadas em outras regiões Thiago Neme/Gazeta de São Paulo
Da Reportagem
De São Paulo

Em fevereiro começa a vacinação contra a febre amarela em todo o estado de São Paulo. A decisão de ampliar a oferta foi anunciada no último sábado, 6, após três mortes pela doença terem sido registradas na região metropolitana. Todas as vítimas passaram pela cidade de Mairiporã, a 39 km da capital paulista.

As vacinas disponíveis serão divididas para ampliar a imunização. A ideia é aplicar as doses concentradas nas áreas de risco ou próximas aos parques onde foram localizados macacos mortos com o vírus da febre amarela. As fracionadas serão aplicadas nas demais regiões do estado.

A vacinação deve ser ampliada a partir de sábado, 3 de fevereiro, mas esta data será confirmada hoje em uma reunião do secretário adjunto saúde do estado de São Paulo,
Eduardo Ribeiro Adriano, com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, em Brasília.

A vacinação irá começar nos lugares onde o vírus está circulando, mas o objetivo é, em um ano, atingir todos os municípios paulistas. Por isso, será feita em etapas.

“É a primeira vez que isso vai ser usado nessa quantidade. Existe primeiro uma validação técnica que está sendo realizada, treinamento dos recursos humanos, aquisição de materiais, o que já conseguimos, como seringas específicas. Isso está em realização e estaremos prontos no começo de fevereiro”, afirma o coordenador de controle de doenças do estado, Marcos Boulos.

Além dos lugares onde o vírus já circula, outra etapa será vacinar os lugares onde se prevê que o vírus chegue, como o litoral de São Paulo. Isso porque o Rio de Janeiro teve casos confirmados de febre amarela, e o vírus circulava na Serra do Mar.

“A Serra do Mar segue pra São Paulo, então obviamente nós esperamos que em algum momento o vírus comece a circular no litoral paulista”, prevê Boulos.

Em todo o estado, foram confirmados 27 casos de febre amarela desde janeiro de 2017 e 12 mortes pela doença. Os dados ainda não contabilizam a morte do morador da cidade de Guarulhos, de 69 anos, morto no dia 25 de dezembro. Duas pessoas estão internadas em estado grave com a doença na capital paulista.

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany