Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Sábado, 09 Junho 2018 11:28

Alunos dizem que professor apontou arma na faculdade Zumbi dos Palmares, de SP

Testemunhas afirmam que o professor de direito Marcos Paraíso da Silva, que é policial militar aposentado, foi em direção ao grupo, sacou uma arma e segurou um estudante pelo braço.
A faculdade fica dentro do Centro Esportivo Tietê, antigo Clube de Regatas Tietê que virou uma área municipal. A faculdade fica dentro do Centro Esportivo Tietê, antigo Clube de Regatas Tietê que virou uma área municipal. Fotos Públicas
Por Folhapress
De São Paulo

Um professor de direito da Faculdade Zumbi dos Palmares, no Bom Retiro (região central), é acusado por alunos de ter ameaçado, com uma arma de fogo, um estudante do curso de publicidade e propaganda. A instituição diz que uma sindicância apura o caso, que aconteceu na noite de quarta-feira.

A faculdade fica dentro do Centro Esportivo Tietê, antigo Clube de Regatas Tietê que virou uma área municipal.

Segundo um amigo da vítima, um estudante de publicidade de 22 anos, um grupo de alunos estava reunido em um galpão no parque, em frente à faculdade, por volta das 20h40. "Era intervalo e a gente conversava, enquanto fumava cigarro." Uma estudante disse que os jovens fumavam maconha.

Testemunhas afirmam que o professor de direito Marcos Paraíso da Silva, que é policial militar aposentado, foi em direção ao grupo, sacou uma arma e segurou um estudante pelo braço. "A gente nem sabia que ele era professor. Ele ficou falando que 'na minha faculdade, ninguém fuma maconha'", disse uma aluna. Segundo os relatos, Silva disse ainda que o aluno que abordou "seria usado de exemplo".

Ainda segundo a testemunha, o professor, sempre com a arma em punho, levou o estudante até a diretoria da faculdade. Outra aluna disse que tentou falar com o colega. "Nem tive tempo de perguntar como ele estava. O professor chegou me empurrando para fora." Logo depois, colegas protestaram e o estudante foi liberado.

RESPOSTA - DOCENTE NEGA ACUSAÇÃO
O professor Marcos Paraíso da Silva nega ter mostrado uma arma de fogo para o aluno de publicidade, e disse que não comentaria as acusações, pois há uma investigação em curso na Faculdade Zumbi dos Palmares. "O entorno da faculdade está tomado de pessoas que vão até lá para fazer coisas ilícitas e aliciar aos alunos com drogas. Mas cabe ao reitor se pronunciar sobre isso", afirmou. 

"Mas isso [de eu ter apontado uma arma para um aluno] é um absurdo. Não apontei arma para o aluno", disse. A Faculdade Zumbi dos Palmares afirmou em nota nos murais de sua sede que instaurou uma sindicância para apurar "os fatos ocorridos". A reportagem entrou em contato com a instituição, mas não obteve resposta.

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado