Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
Quarta, 06 Dezembro 2017 16:25

Polícia prende suspeito de matar dentista após pichação

O Deic prendeu um dos acusados de espancar e matar dentista e agredir idoso após reclamação de pichação
Por Estadão Conteúdo
De São Paulo

Policiais do Departamento de Investigações Criminais (Deic) prenderam na manhã desta quarta-feira, um dos acusados de espancar e matar o dentista Wellington Silva, de 39 anos, no ano passado, na zona norte da capital paulista. Integrante da lista de foragidos mais procurados da Secretaria da Segurança Pública de São Paulo, o suspeito Lucas Rafael de Siqueira Nunes, de 19 anos, foi detido na região de Heliópolis, na zona sul da cidade. Aos agentes, ele negou ter participado do crime.

Nunes também era procurado por tentativa de homicídio já que, na ocasião, os criminosos espancaram o pai do dentista, o aposentado Manoel Silva, de 77 anos. Segundo as investigações, o suspeito fazia parte de um grupo de oito a dez pessoas que estava pichando a casa das vítimas, de madrugada.

Ao perceber a movimentação estranha e o comportamento do seu cachorro, que não parava de latir, o aposentado apanhou um facão e foi tirar satisfação com o grupo. Segundo relatou na época, os homens começaram a agredi-lo com “paus, pedras e até tijolos”. O filho viria em seguida para ajudá-lo, mas também foi agredido.

Na delegacia, Manoel disse que desmaiou após os golpes e, ao retomar os sentidos, viu o filho caído. O irmão do rapaz chamou a polícia. O dentista chegou a ser encaminhado a um pronto-socorro em Pirituba, mas não resistiu aos ferimentos. O médico que o atendeu registrou o caso como “politrauma grave por agressão física”.

Prisão

Um ano e quatro meses após o crime, a Polícia Civil conseguiu identificar o paradeiro do foragido. Nunes foi capturado na Avenida São João Clímaco, em Heliópolis, por uma equipe do Grupo Armado de Repressão a Roubos (Garra). Posto no porta-malas da viatura, com as mãos algemadas, o suspeito foi filmado pelos agentes. Aos policiais, ele confirmou que fazia parte do grupo de pichadores, mas negou ter assassinado o dentista. “Eu sei que não matei ninguém.”

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação
Comercial

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Diretor de Projetos Especiais
Marcelo Barros