Gazeta de S. Paulo

Sábado, 7 a Terça-feira, 10 de julho de 2018 Ano 19 - Nº 4.990 CADERNO REGIONAL O município de Porto Feliz, na região de Sorocaba, ficou na 34ª colocação entre as 100 cidades mais desen- volvidas do País, segundo o Índice Firjan de Desenvolvi- mento Municipal (IFDM). O estudo da Federação das In- dústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN) apura o de- senvolvimento socioeconô- mico das cidades avaliando quesitos como: Educação, Saúde, Emprego e Renda. A pesquisa foi divulgada no último dia 28 de junho. Porto Feliz é a única cida- de da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) a figurar no levantamento, com nota geral de 0,8632. A nota é a mesma da cidade de Indaia- tuba, 33ª colocada. A análise também reve- lou que Porto Feliz foi a 48ª cidade que mais gerou em- pregos no País, resultado de inaugurações e anúncios de multinacionais e diversas novas empresas que se ins- talaram no município. Estado. O estado de São Paulo con- A cidade de Porto Feliz foi a 48ª cidade que mais gerou empregos no País, apontou o levantamento DIVULGAÇÃO PMPF Porto Feliz está entre as 100 cidades mais desenvolvidas do Brasil RANKING. A cidade de Porto Feliz ficou na 34ª colocação no levantamento, segundo o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) centra o maior número de cidades entre as mais desen- volvidas do País. Segundo o Índice FIRJAN de Desenvol- vimento Municipal (IFDM), o estado tem 58 cidades entre as 100 destacadas. O IFDM foi elaborado a par- tir de dados de 2016 com indicadores do governo fe- deral de emprego e renda, saúde e educação de 5,471 municípios do País - onde vivem 99,5% da população brasileira. A cidade número 1 do ranking, pelo segundo ano consecutivo, é Louveira, lo- calizada a cerca de 70 qui- lômetros da cidade de São Paulo. Com pouco mais de 40 mil habitantes, Louveira foi a única a registrar índi- ce acima de 0,9. Apenas 431 municípios conseguiram nota acima 0,8 - a maior parte deles está concentra- da no Sul, Sudeste e Cen- tro-Oeste. Em segundo e terceiro lugar do ranking, respectivamente, aparecem as paulistas Olímpia e Es- trela do Norte. Segundo análise da Fir- jan, a crise econômica que o país enfrentou nos últimos anos fez com que o nível so- cioeconômico das cidades brasileiras retrocedesse três anos. De acordo com o es- tudo, na comparação com 2015, as áreas de educação e saúde tiveram o menor avanço da última década e não compensaram as per- das do mercado de trabalho nos últimos anos. A análise mostra que o País está bem longe das me- tas estabelecidas pelo Pla- no Nacional de Educação (PNE), monitoradas pelo IFDM. A meta, por exemplo, de universalizar a educação na pré-escola para crian- ças de 4 e 5 anos poderá ser atingida somente em 2035, caso o crescimento observado de 2014 a 2016 se mantenha. (GSP) Porto Feliz é a única cidade da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) a figurar no levantamento, comnota geral de 0,8632 A Defesa Civil de Salto re- gistrou, nos últimos 30 dias, mais de 40 ocorrências de queimadas no município. O departamento alerta que com a estiagem, caracterís- tica no período de inverno, a prática ilegal tem ocorrido com mais intensidade em toda cidade. De acordo com a Prefei- tura de Salto, somente no último final de semana, as equipes da Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros aten- Cidade de Salto registra mais de 40 queimadas em 30 dias, diz prefeitura Na última segunda-feira, um incêndio atingiu o Ecoponto do Jardim São Gabriel, na cidade de Salto DIVULGAÇÃO PMS derem a 15 chamados para combater fogo em diversos pontos da cidade. Na segunda-feira, um in- cêndio atingiu o Ecoponto do Jardim São Gabriel, onde o fogo se alastrou nos con- têineres de material reci- clável, mas foi controlado e apagado. A Defesa Civil de Salto re- aliza o monitoramento das áreas da cidade mais sus- cetíveis às queimadas, mas o coordenador do departa- Somente no último final de semana, as equipes da Defesa Civil e bombeiros atenderam a 15 chamados em diversos pontos mento, Orlando Neri alerta que os focos de incêndio e queimadas têm acontecido em todo o município. “Estamos num período de seca, em que o fogo se alastra rapidamente. É pre- ciso que a população fique atenta e não incentive essa prática. Além disso, temos uma questão de saúde pú- blica, pois com o ar seco e o excesso de fumaça de queimadas, muitas pessoas, principalmente as crianças, são muito prejudicadas”, dis- se Neri. As queimadas são proi- bidas em Salto, de acor- do com a Lei Municipal nº 3480/2015, que prevê ad- vertência e multa aos infra- tores. Em caso de denúncia, a população deve entrar em contato pelos telefones: 199, 153, 193 ou (11) 4602-4880. (GSP) Na tarde da última quinta- -feira, servidores do Departa- mento de Planejamento da Prefeitura de São Roque, rece- beram um treinamento para a implantação do Sistema de Gestão de Obras Públicas na cidade. De acordo com a pre- feitura, “a nova ferramenta possibilitará o gerenciamento completo de todas as obras municipais, dando melhor controle, dinamismo, transpa- rência e baixando o custo das ações”. Oprocesso faz parte do Sistema Integrado de Gestão (SIG), idealizado pelo Depar- tamento de Informática, que envolve todos os setores da administração. Prefeitura de São Roque implanta sistema para gerenciar obras na cidade Servidores do Departamento de Planejamento da Prefeitura de São Roque receberam o treinamento na última quinta-feira DIVULGAÇÃO PMSR A implantação do SIG teve início no final do ano passado, com o objetivo de aumentar a eficiência dos processos in- ternos, ofertar ferramentas tecnológicas de ponta, inte- grar todas as áreas de forma sistêmica e também dar mais transparência nas obras da ci- dade. (GSP) Nova ferramenta possibilitará o gerenciamento completo de todas as obras municipais A Prefeitura de Salto em parceria com Associação Sal- tense de Pais e Amigos dos Surdos (ASPAS) realizou na noite da última quinta-feira a certificação de 51 servido- res municipais no Curso de Libras. Durante a solenidade, que foi realizada no AuditórioMa- estro Gaó, funcionários públi- cos das Secretarias da Saúde, Educação, Administração, Finanças e Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turis- mo receberam o certificado de capacitação para atendi- mento público e se tornaram interlocutores em libras. O evento contou com a participação do prefeito, Ge- Servidores participam de curso de libra raldo Garcia, do Presidente da Câmara, Luiz Carlos Batista, dos vereadores Álvaro Pache- co e ClodoaldoMartins deOli- veira, do secretário de Admi- nistração, Fernando Amâncio de Carvalho e do Presidente da ASPAS, Josimar Xavier Nolácio. Durante seu pronuncia- mento, Geraldo Garcia, ressal- tou a importância de traba- lhos voltados à inclusão dos surdos. “Nós, enquanto poder público, temos que trabalhar para oferecer as ferramentas necessárias para que as pesso- as tenham acesso a todos os serviços. Quero parabenizar os formandos desta noite”, disse o prefeito. (GSP) DISTRIBUIÇÃO GRATUITA DocuSign Envelope ID: DA1224F9-618D-4F68-8071-5F6BCA35A4DE

RkJQdWJsaXNoZXIy NTg0OTkw