Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
Quarta, 06 Dezembro 2017 15:42

Vice-líder, Beto Mansur calcula hoje cerca de 260 votos a favor da Previdência

Mansur afirmou que as bancadas estão fazendo um levantamento de votos favoráveis para verificar o total atingido
Mansur afirmou que as bancadas estão fazendo um levantamento de votos favoráveis para verificar o total atingido Mansur afirmou que as bancadas estão fazendo um levantamento de votos favoráveis para verificar o total atingido Agência Brasil
Por Estadão Conteúdo

O vice-líder do governo na Câmara, Beto Mansur (PRB-SP), disse que a data de votação da reforma da Previdência deve ser definida nesta quarta-feira, 6, à noite, durante jantar do presidente Michel Temer com partidos aliados e deputados no Palácio da Alvorada, em Brasília. Mansur participou de café da manhã com Temer mais cedo e afirmou que as bancadas estão fazendo um levantamento de votos favoráveis para verificar o total atingido.

Em negociação com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), Temer condiciona o agendamento da votação a um sinal de que terá o mínimo de votos para aprovar a reforma. Segundo Mansur, atualmente o governo conta com cerca de 260 votos.

"Todos os partidos e líderes estão levantando número para levar hoje à noite no jantar com Temer. Teremos um número de votos já nesta noite", disse o deputado. "Hoje à noite teremos dados e uma visão global. Se tivermos um número consistente hoje, defendo a data marcada para terça-feira, não dá para deixar solto."

O deputado disse que ainda há muitos parlamentares indecisos sobre como vão votar e a sinalização do fechamento de questão pelo PMDB, partido de Temer, é importante para convencer os demais a fazer o mesmo. Ele reconheceu, porém, que há partidos governistas que rechaçam tomar essa decisão. Quando um partido fecha questão, os deputados ficam obrigados a votar conforme a orientação do líder de bancada - e podem ser punidos se desrespeitarem.

"Relembro um pouco o impeachment, em que trabalhamos virando votos até o dia da votação. Exatamente isso que vai ocorrer. Temos certa dificuldade com relação à Previdência, mas não vejo problema se tivermos compromisso dos liderados e seus líderes de que teremos 315 ou 320 votos. Não vejo problema de margem pequena de votos. Ninguém aqui é criança. Se o parlamentar diz que vai votar, faremos um trabalho minucioso para aprovar", afirmou Mansur.

 

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação
Comercial

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Diretor de Projetos Especiais
Marcelo Barros