Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Quarta, 06 Dezembro 2017 15:42

Vice-líder, Beto Mansur calcula hoje cerca de 260 votos a favor da Previdência

Mansur afirmou que as bancadas estão fazendo um levantamento de votos favoráveis para verificar o total atingido
Mansur afirmou que as bancadas estão fazendo um levantamento de votos favoráveis para verificar o total atingido Mansur afirmou que as bancadas estão fazendo um levantamento de votos favoráveis para verificar o total atingido Agência Brasil
Por Estadão Conteúdo

O vice-líder do governo na Câmara, Beto Mansur (PRB-SP), disse que a data de votação da reforma da Previdência deve ser definida nesta quarta-feira, 6, à noite, durante jantar do presidente Michel Temer com partidos aliados e deputados no Palácio da Alvorada, em Brasília. Mansur participou de café da manhã com Temer mais cedo e afirmou que as bancadas estão fazendo um levantamento de votos favoráveis para verificar o total atingido.

Em negociação com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), Temer condiciona o agendamento da votação a um sinal de que terá o mínimo de votos para aprovar a reforma. Segundo Mansur, atualmente o governo conta com cerca de 260 votos.

"Todos os partidos e líderes estão levantando número para levar hoje à noite no jantar com Temer. Teremos um número de votos já nesta noite", disse o deputado. "Hoje à noite teremos dados e uma visão global. Se tivermos um número consistente hoje, defendo a data marcada para terça-feira, não dá para deixar solto."

O deputado disse que ainda há muitos parlamentares indecisos sobre como vão votar e a sinalização do fechamento de questão pelo PMDB, partido de Temer, é importante para convencer os demais a fazer o mesmo. Ele reconheceu, porém, que há partidos governistas que rechaçam tomar essa decisão. Quando um partido fecha questão, os deputados ficam obrigados a votar conforme a orientação do líder de bancada - e podem ser punidos se desrespeitarem.

"Relembro um pouco o impeachment, em que trabalhamos virando votos até o dia da votação. Exatamente isso que vai ocorrer. Temos certa dificuldade com relação à Previdência, mas não vejo problema se tivermos compromisso dos liderados e seus líderes de que teremos 315 ou 320 votos. Não vejo problema de margem pequena de votos. Ninguém aqui é criança. Se o parlamentar diz que vai votar, faremos um trabalho minucioso para aprovar", afirmou Mansur.

 

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado